Notícias

17 Janeiro 2019

Líder empata com Sagrada Esperança

Com dois auto-golos, 1º de Agosto e Sagrada Esperança empataram (3-3) ontem, no Estádio Nacional 11 de Novembro, no jogo de encerramento da 12ª jornada do Girabola' 2018/19, com os "diamantíferos" a tornarem-se, após 11 jornadas,  na primeira formação a violar a baliza dos “rubro negros”.

Apostados em manter a senda de bons resultados, com o objectivo de cimentar a liderança da prova, os \\\"militares\\\" do Rio Seco entraram melhor no jogo e beneficiaram de situações claras de golo, para ganhar vantagem no marcador.

A jogar no 4-4-2, o 1º de Agosto baseava o seu jogo nos corredores laterais, para efectuar cruzamentos perigosos para a área contrária. Apercebendo-se da avalanche ofensiva do campeão angolano, a formação diamantífera teve de baixar as linhas e  defender à entrada da área. 

O técnico Agostinho Tramagal, inteligentemente, montou uma equipa para actuar no 4-5-1, o que dificultou em certa medida as acções ofensivas do 1º de Agos-to. De auto-golo, o Sagrada abriu o activo, aos sete minutos, com a bola a embater no ombro do guarda-redes Tony Cabaça, depois de defesa in-completa. Com o golo consentido, a formação militar subiu as linhas e chegou à igualdade por intermédio de Ary Papel, três minutos depois. 

Galvanizado com o tento apontado, o 1º de Agosto não cruzou os braços. Fruto da pressão, Djó marcou na própria baliza, aos 23 minutos. Nos descontos de tempo, o Sagrada voltou a igualar a partida por Giresse, num golo de belo feito, decorridos 47 minutos. No regresso dos balneários, os contendores apostaram no tudo ou nada, com o 1º de Agosto a desperdiçar as melhores ocasiões de golo. O Sagrada defendia-se na sua zona de construção, no intuito de travar o ataque da equipa adversária. 

Inconformados com o resultado, os comandados de Dragan Jovic andaram sempre à procura do terceiro golo, que surgiu através de Mongo, aos 67\\\', depois de sucessivos falhanços à boca da baliza.

O técnico dos militares, no entanto, mexeu  na equipa com a entrada de Cirilo, que veio dar outra velocidade ao ataque, mas sem efeitos práticos devido a perdularidade dos seus avançados. 

Em desvantagem, o Sagrada arriscou e repôs a igualdade no marcador, a dez minutos do fim, por Cachi, numa excelente jogada de contra-ataque que apanhou desconcentrada a defesa militar, finalizada com mestria pelo avançado diamantífero.

Desportivo mantém invencibilidade caseira

O Desportivo da Huíla continua imbatível  em casa, e derrotou o Saurimo FC, por 2-0, sendo a quarta vitória consecutiva no campeonato, que o mantém na segunda posição, com 22 pontos. 

Se os problemas financeiros prevalecerem, a formação da Lunda-Sul arrisca-se a descer de divisão. Aliás, o presidente lançou o grito de socorro e ameaça desistir, caso a situação se mantiver. Com oito pontos, ocupa a última posição.

Com o regresso do técnico Hélder Teixeira, o Progresso Sambizanga reencontrou o caminho das vitórias, a segunda seguida na competição. Os \\\"sambilas\\\" derrotaram os \\\"estudantes lobitangas\\\", por 2-0, em pleno Estádio do Buraco. A Académica começa a \\\"perder gás\\\", depois do arranque promissor.

Na condição de visitado, o FC Bravos do Maquis consentiu empate (2-2) diante do 15º classificado Cuando Cubango FC, no Estádio Mundunduleno. Em seis jogos em casa, o Maquis venceu dois e empatou quatro. Depois de três jornadas, o Cuando Cubango voltou a pontuar num terreno difícil. O Santa Rita do Uíge fez jus à condição de favorito, ao vencer o Recreativo do Libolo, por 1-0, no Estádio 4 de Janeiro.Com esta vitória, os católicos colocam os libolenses na 13ª posição, com 11. A formação do Cuanza-Sul está a realizar a pior época de sempre no Girabola.

No Interclube, o primeiro triunfo caseiro tarda em chegar, depois do técnico Bruno Ribeiro substituir Rui Garcia no cargo. Na recepção ao Sporting de Cabinda, a formação afecta à Polícia Nacional empatou (0-0), tendo um registo de uma derrota e cinco empates.  Na abertura da jornada, ASA e Petro de Luanda empataram (0-0), no “dérbi” da capital, enquanto o Kabuscorp do Palanca derrotou por 3-1 o Recreativo da Caála.

Fonte: Jornal de Angola

Classificação

Pos Clube Pts
1 1º de Agosto 1º de Agosto 61
2 Petro de Luanda Petro de Luanda 54
3 Kabuscorp Palanca Kabuscorp Palanca 47
4 Desportivo da Huíla Desportivo da Huíla 46
5 Interclube de Luanda Interclube de Luanda 37
6 Sagrada Esperança Sagrada Esperança 37
7 FC Bravos do Maquis FC Bravos do Maquis 35
8 Recreativo do Libolo Recreativo do Libolo 35
9 Progresso de Sambizanga Progresso de Sambizanga 34
10 Recreativo da Caála Recreativo da Caála 31
11 Santa Rita de Cássia FC Santa Rita de Cássia FC 29
12 Académica do Lobito Académica do Lobito 27
13 Sporting de Cabinda Sporting de Cabinda 24
14 Kuando Kubango FC Kuando Kubango FC 23
15 ASA ASA 23
16 Saurimo FC Saurimo FC 18
Patrocinador Oficial ZAP
© 2019 Girabola ZAP. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por

Bitmaker Software