Notícias

17 Julho 2017

Estudantes “caem” no próprio Buraco

Girabola ZAP

A Académica do Lobito mostrou-se impotente de fazer jus à sua condição de anfitriã, perdendo, ontem, no Estádio do Buraco, diante do 1º de Maio de Benguela, por 3-1, , em partida pontuável para a vigésima jornada do GirabolaZAP 2017, o onde despediram-se, assim, de forma inglória.

Foi uma tarde para esquecer, com os\" estudantes\" a revelarem-se desinteressados no jogo. Entraram apáticos e acabaram derrotados, ante a aflição dos seus adeptos que questionaram a forma como os comandados de José Silvestre \"Pelé\" se apresentaram em campo. 

Estiveram aquém do esperado, tanto que, no fim do jogo, os jogadores deixaram o estádio sob os apupos dos adeptos que responsabilizavam o técnico pela derrota.

Na verdade, assistiu-se a uma Académica desmobilizada ao jogo e que entrou apenas para cumprir com o calendário, a fazer fé, nos pronunciamentos do seu presidente que, ontem mesmo, reiterou a decisão de não mais fazer parte do GirabolaZap, por falta de apoios de quem de direito.  

Segundo o presidente, o clube está despido de recursos financeiros para se \"aventurar no Girabola\". O triunfo proletário começou a ser construído no minuto 23, por intermédio de Caporai, que diante da transponível defensiva lobitanga, atirou a contar. 

Os outros golos surgiram na segunda metade da contenda, justamente, na altura em que os estudantes denotavam cansaço e deram tudo a perder. Mona (46’) e Pedy (81’) foram os autores dos tentos que ditaram a vitória de 3 a 1, num campo que aparentava difícil, mas que acabou facilitada pelos anfitriões que se revelaram apáticos e repreensíveis.

 Aliás, isto mesmo se viu, quando, no minuto 83, o cabo-verdiano Jorge Kadú descontou para a sua equipa. O público não vibrou, remeteu-se um silêncio tumular, colocando os atletas numa situação difícil, pelo menos, foi o que pareceu.

 O árbitro internacional António Ndungula foi impecável. Mostrou frescura física ao longo dos 90 minutos da contenda, evidenciando competência e capacidade no ajuizamento dos lances susceptíveis de falta. Em suma, dignificou o espectáculo que saldou no triunfo da equipa que veio da vizinha cidade de Benguela. Por isso, mereceu da nossa parte a distinção positiva (nota 9).

Fonte: Jornal dos desportos

 

Classificação

Pos Clube Pts
1 Interclube de Luanda Interclube de Luanda 26
2 Kabuscorp Palanca Kabuscorp Palanca 18
3 Académica do Lobito Académica do Lobito 18
4 Desportivo da Huíla Desportivo da Huíla 17
5 1º de Agosto 1º de Agosto 15
6 Recreativo do Libolo Recreativo do Libolo 15
7 Sagrada Esperança Sagrada Esperança 15
8 Recreativo da Caála Recreativo da Caála 14
9 Progresso de Sambizanga Progresso de Sambizanga 14
10 Petro de Luanda Petro de Luanda 14
11 1º de Maio de Benguela 1º de Maio de Benguela 12
12 Domant FC Domant FC 12
13 FC Bravos do Maquis FC Bravos do Maquis 12
14 Sporting de Cabinda Sporting de Cabinda 11
15 Kuando Kubango FC Kuando Kubango FC 11
16 JGM do Huambo JGM do Huambo 3
Patrocinador Oficial ZAP
© 2018 Girabola ZAP. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por

Bitmaker Software