Notícias

9 Janeiro 2017

Elias almeja novos ventos

Atlético Sport Aviação

O presidente do Atlético Sport Aviação (ASA), Elias José, tranquilizou aos sócios e adeptos do clube, e prometeu uma campanha ao nível dos pergaminhos dos aviadores. O dirigente assegurou que acredita numa época airosa, para o resgate do prestígio que granjeia o emblema no Girabola. 

Depois de duas épocas com prestações que nada dignificaram o estatuto do clube, admitiu em função de alguns ajustes administrativos feitos pela direcção de que é responsável máximo, ter confiança  na nova equipa técnica chefiada por João Machado, para a realização dos objectivos preconizados.

O dirigente revelou ao Jornal dos Desportos, que para este ano têm vários projectos em carteira, com destaque para a recuperação do tapete sintético do campo de treinos da equipa de futebol, e formar um plantel competitivo.

"É do conhecimento público que temos uma nova equipa técnica para orientar a nossa equipa de futebol, chefiada pelo professor João Machado. Sabem também que temos vivido muitas dificuldades nos últimos anos, mas temos confiança no grupo e esperamos superar essas dificuldades", perspectivou o presidente de direcção do ASA.

Elias José depois de alguns minutos de reflexão, recordou o que tem sido a principal tarefa e a prestação da equipa nos últimos anos, ressaltou que para 2017 o ASA não vai limitar-se à luta pela permanência, mas na melhoria da classificação.

"Temos vivido muitas dificuldades, conforme já referi, mas mesmo com isso, sempre procurámos manter a equipa na Primeira Divisão, o que tem sido o mais importante. Mas para este ano, não queremos só lutar pela permanência, pretendemos ficar pelo menos a meio da tabela. Isso pressupõe, fazermos uma época mais tranquila do que aquilo que foram os anos passados".

Questionado sobre o que espera dos reforços contratados, o presidente do clube do aeroporto disse acreditar em melhorias na prestação da equipa, mas defendeu-se ao dizer que quem constitui o plantel é o treinador.

"Sabem que o plantel é constituído pela equipa técnica, sobretudo, pelo treinador João Machado, uma pessoa que conhece bem o nosso futebol e os atletas a nível nacional. Acredito que ao fazer o plantel, deve tê-lo feito com garantias de que temos o melhor para o clube. Também gostava de ter na nossa equipa aqueles jogadores que são sonantes no mercado nacional, mas as condições não permitem", confessou.

Apesar de reconhecer as limitações, Elias José pensa que o ASA tem um grupo de trabalho capaz de fazer alguma diferença no Girabola. Confessou ao JD não ter exigido muito ao técnico João Machado, pois, defende que não é o facto de se pedir muito que as coisas acontecem.

"Não exigimos muito ao professor João Machado, porque não é pelo facto de pedirmos muito que as coisas acontecem. Vamos acompanhar de perto, e acreditamos que também seja sua intenção ter a melhor classificação com o ASA, um clube onde já passou como jogador e treinador, onde agora volta à casa".

ORÇAMENTO
Presidente considera valores modestos


O ASA é um clube que está a fazer a travessia no deserto, no que toca à questões financeiras. O presidente de direcção esclareceu que devido às novas políticas económicas e administrativas que o seu principal patrocinador está a enfrentar, a transportadora aérea de bandeira Taag,  o clube ressente-se.

Elias José salientou que em função disso, a direcção do clube recorreu a alguns métodos para reduzir as despesas em várias frentes. Lamentou o facto do orçamento estar ainda mais reduzido, em relação às épocas passadas.

Sem revelar números, o responsável máximo da formação aviadora salientou que a situação orçamental do clube para o ano 2017 é bastante modesta, ainda assim, não vai deixar de honrar os seus compromissos.

“Falar de números é um bocadinho complicado. Nós não estamos a exigir tanto. Somos modestos. Devo dizer que o orçamento do ASA não é tão exaustivo assim. É mediano, mas mesmo assim, não vou revelar ainda aqui os valores envolvidos”, frisou.

Para uma melhor elucidação aos adeptos e à massa associativa aviadora, o presidente não receeou em revelar a estratégia utilizada, para reforçar o plantel e fez questão de explicar os novos moldes utilizados este ano, na contratação de jogadores.

“Quero aqui salientar aos adeptos, sócios e amigos do clube que retirámos os contratos nas negociações com os jogadores, ficámos apenas com os salários. Por isso, acredito que assim o nosso orçamento está mais reduzido”, salientou Elias José.


PATRIMÓNIO
“Vamos rentabilizar
melhor o que temos”


A direcção do ASA pretende transformar o sofrimento do passado em ganho na presente época, razão pela qual promete lutar afincadamente na recuperação do seu património, e retirar parte dos recursos financeiros que possam ajudar o clube a liquidar certos encargos.

A ideia foi avançada pelo presidente do clube, Elias José, na abordagem que fez sobre a estratégia a adoptar para superar as dificuldades financeiras vividas pelo ASA, ao longo das últimas épocas.

O presidente do clube aviador prometeu tratar dos assuntos de forma pacífica, com os inquilinos que se encontram a explorar diversos serviços, dentro do espaço do clube. "Uma das primeiras batalhas que vamos ter neste ano, vai ser a luta por aquilo que é propriedade do ASA", anunciou.

"Sabem que o ASA tem um espaço que está sob o controlo da direcção do clube, pode buscar alguns rendimentos, concretamente, a algumas empresas que estão no nosso espaço, e é justamente isso que vamos fazer. De forma pacífica, pretendemos negociar com as empresas que se encontram no espaço do ASA para ver até que ponto elas podem contribuir, para que o clube saia desse sufoco", explicou.

Elias José não descartou a possibilidade de encontrar outras formas de sair da crise para que o ASA ultrapasse a apertada situação financeira que o clube enfrenta há muito tempo.

"Se não for possível encontrar a saída, por essa via, então, teremos de achar outras formas que nos possam facilitar a busca de soluções, para que o ASA saia dessa apertadíssima situação de crise financeira, que enfrenta faz tempo".

Fonte: Jornal de desportos.

Classificação

Pos Clube Pts
1 Petro de Luanda Petro de Luanda 37
2 1º de Agosto 1º de Agosto 36
3 Kabuscorp Palanca Kabuscorp Palanca 33
4 Recreativo do Libolo Recreativo do Libolo 30
5 Sagrada Esperança Sagrada Esperança 30
6 Progresso de Sambizanga Progresso de Sambizanga 26
7 Recreativo da Caála Recreativo da Caála 23
8 Interclube de Luanda Interclube de Luanda 22
9 FC Bravos do Maquis FC Bravos do Maquis 19
10 1º de Maio de Benguela 1º de Maio de Benguela 18
11 Desportivo da Huíla Desportivo da Huíla 16
12 ASA ASA 14
13 Académica do Lobito Académica do Lobito 13
14 JGM do Huambo JGM do Huambo 13
15 Progresso da Lunda Sul Progresso da Lunda Sul 13
16 Santa Rita de Cássia FC Santa Rita de Cássia FC 8
Patrocinador Oficial ZAP
© 2017 Girabola ZAP. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por

Bitmaker Software