Notícias

15 Setembro 2017

Bianchi promete nova postura

O técnico do Petro de Luanda, Beto Bianchi, prometeu ontem, em declarações proferidas na conferência de imprensa de antevisão ao jogo de sábado, diante da Académica do Lobito, mudar a sua forma de viver o futebol em Angola.

O técnico do Petro de Luanda, Beto Bianchi, prometeu ontem, em declarações proferidas na conferência de imprensa de antevisão ao jogo de sábado, diante da Académica do Lobito, mudar a sua forma de viver o futebol em Angola.

Apesar de admitir ser uma missão difícil de cumprir, porque gosta \"desfrutar intensamente do futebol\", o treinador disse estar cansado das constantes expulsões. Por isso, assegurou que vai preferir manter-se calado.

\"A partir de hoje \'boca fechada não entra mosquito\', vou ter outro tipo de conduta e reacção. Mas vou dizer a verdade, assim não desfruto do futebol\", confessou, aos jornalistas, o hispano-brasileiro, antes de esclarecer as circunstâncias que resultaram na decisão do árbitro António Caxala, no desafio diante do 1º de Agosto.

\"Por mais que eu fale, não vai servir para nada. Mas o que eu disse ao auxiliar foi transmitido ao árbitro que estava no centro do campo. Não vou discutir porque estou cansado desta história. As expulsões são normais no futebol, mas se querem dramatizar para aproveitarem meter mais lenha na fogueira, já estou acostumado. Não gosto destas coisas, mas já estou acostumado\", precisou.

O treinador considera não ter havido razões para tanto alarido e muito menos para ter sido expulso. Referiu estar habituado os jogos com intensidade, mantendo-se sempre de pé, ao contrário de outros técnicos que preferem manterem-se sentados no banco a assistir as incidências do jogo.

\"No futebol existem situações que fazem parte do espectáculo, e cada um tem uma maneira diferente de estar no futebol. Uns preferem ficar sentado no banco durante todo o jogo, mas outros não\", observou com um sentimento de mágoa pela expulsão.

\"O árbitro decidiu expulsar-me e não sou ninguém para julgar. A palavra do treinador não serve para nada. É a palavra do auxiliar que vai ter mais força, porque quem escreveu no papel foi ele\", acrescentou o técnico do Petro de Luanda.

Questionado sobre a sua provável ausência no banco de suplentes da equipa, face a expulsão, o treinador minimizou, respondendo de forma peremptória que os atletas é que jogam, por isso, acredita que eles vão manter a mesma atitude e responsabilidade.

\"Quem joga são os jogadores, e a ausência do treinador é menos preocupante. Eu não defendo, não ataco e nem marco golos. Trabalho durante a semana e quem joga são os jogadores\", atirou, sem evasivas.

Em relação ao jogo diante da Académica, Beto Bianchi garantiu que o Petro não vai mudar absolutamente nada. Muito pelo contrário. Afirmou que \"o grupo está a trabalhar bem\" e lembrou que ainda nada está definido, porque existem muitos jogos e pontos por discutir.

\"Estamos tranquilos, apesar de tristes pela derrota. Mas a derrota com o 1º de Agosto não tem diferença nenhuma das outras, o campeonato está em aberto e sabemos disso. Vamos fazer o nosso trabalho e o importante é cumprir com o nosso dever, ganhar os seis jogos que faltam\".


ACUMULAÇÃO DE CARTÕES
Maludi e Wilson falham o desafio


O plantel do Petro de Luanda volta a ser assolado por uma onda de sucessivas lesões. Depois do avançado Dennis, o central Elio, o médio Mateus e o trinco Herenilson falharem alguns jogos da equipa, por problemas físicos, ontem foi a vez do central Wilson ser entregue ao Departamento Médico do clube, por não recuperar de uma lesão antiga.

Ainda que não estivesse lesionado, o número 15 não estaria disponível para jogar, já que viu o quinto amarelo no embate com o 1º de Agosto e cumpre um jogo de castigo. Também indisponível, mas por acumulação de amarelos, encontra-se o central Maludi, titular no jogo passado.

Tais contrariedades acontecem numa altura em que o técnico precisa de ver alargado o leque de opções para os titulares, sobretudo a julgar pela fase derradeira do campeonato, em que é proibido perder pontos, sob o risco de se esfumar o sonho do título de campeão.

\"Perdemos alguns jogadores e recuperamos outros. Quebramos aquela sequência de jogos à quarta-feira, em que os jogadores fizeram um esforço suplementar. Acho que o campeonato vai ser menos desgastante para nós\", perspectivou Beto Bianchi.

Hoje, às 9 horas, no campo Osvaldo Saturnino \"Jesus\", no Catetão, o técnico Beto Bianchi e auxiliares ensaiam pela última vez a estratégia, antes do embate. Desta sessão, realce para o facto de o técnico hispano-brasileiro voltar a incidir para os exercícios de jogadas combinadas e finalização, sobretudo esse último, em virtude da necessidade de golos.

 

Fonte: Jornal dos Desportos

Classificação

Pos Clube Pts
1 1º de Agosto 1º de Agosto 59
2 Petro de Luanda Petro de Luanda 59
3 Kabuscorp Palanca Kabuscorp Palanca 47
4 Sagrada Esperança Sagrada Esperança 47
5 Recreativo do Libolo Recreativo do Libolo 45
6 Interclube de Luanda Interclube de Luanda 43
7 Desportivo da Huíla Desportivo da Huíla 40
8 Progresso de Sambizanga Progresso de Sambizanga 38
9 Recreativo da Caála Recreativo da Caála 35
10 1º de Maio de Benguela 1º de Maio de Benguela 34
11 FC Bravos do Maquis FC Bravos do Maquis 29
12 Académica do Lobito Académica do Lobito 27
13 Progresso da Lunda Sul Progresso da Lunda Sul 26
14 ASA ASA 26
15 JGM do Huambo JGM do Huambo 21
16 Santa Rita de Cássia FC Santa Rita de Cássia FC 17
Patrocinador Oficial ZAP
© 2017 Girabola ZAP. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por

Bitmaker Software