Notícias

2 Agosto 2018

Apuramento do 1º de Agosto pode depender do Zesco

A presença do 1º de Agosto nos quartos-de-final da Liga dos Clubes Campeões Africanos de futebol depende do desempenho na viagem à Tunísia, apesar da  vitória (2-1), alcançada sexta-feira, frente ao Zesco United FC da Zâmbia, na quarta jornada do Grupo D.

O triunfo catapultou os militares do Rio Seco para o segundo lugar (5 pontos), atrás do Étoile du Sahel da Tunísia (10), única equipa da série já apurada para a fase seguinte, visto que está fora do alcance do Mbabane Swallows, terceiro classificado (4) e Zesco United, último (3).

Apenas o embaixador angolano está em condições de superar a safra dos tunisinos, próximos adversários, no dia 18 de Agosto, na cidade de Sousse. A equipa do Reino de eSwatini, ex-Suazilândia, chega aos dez pontos, caso faça o pleno nas duas últimas jornadas, mas está em desvantagem em relação ao líder do grupo, por ter perdido em casa (0-3) e fora (0-2).

Os zambianos da multinacional da electricidade Zesco podem atingir os nove pontos, suficientes para superar na corrida o 1º de Agosto, se, porventura, regressar de mãos a abanar da expedição ao Norte de África.

Nesta conformidade, o bi-campeão angolano atinge somente oito pontos, com o eventual triunfo em casa, diante do Mbabane Swallows, no encerramento da fase de grupos.

 

Passeio anulado 

Caso queira depender exclusivamente do que produzir dentro das quatro linhas, a equipa às ordens do sérvio Zoran Macki tem de chegar ao reduto do Etoile du Sahel determinada a discutir os três pontos, porque, em Manzini, também no dia 18 de Agosto, Mbabane Swallows e Zesco United jogam uma cartada decisiva.

Um triunfo da formação zambiana deixa os militares sem controlo sobre o adversário directo, que, na última ronda, a 28 de Agosto, recebe a equipa tunisina, o concorrente mais competitivo da série, em nada obrigado a apostar todas as fichas no jogo, por estar já apurada.

Assim, o recurso será o apelo a todos os santos e anjos do futebol, de modo a que o Zesco tenha um percalço em casa, para que a desejada vitória frente ao Mbabne tenha serventia: a qualificação. Esse quadro de probabilidades afasta todo e qualquer pensamento displicente que se possa instalar no balneário do 1º de Agosto, quanto à deslocação à Tunísia, por estar posta de parte a perspectiva de mera visita de contemplação das lindas praias do Mar Mediterrâneo.

Igualmente focado na manutenção do título do Girabola, no caso o segundo tri-campeonato da história da agremiação, depois do domínio vincado em 1979, 1980 e 1981, com Ndungidi Daniel como a principal estrela, a equipa do Clube Central das Forças Armadas Angolanas tem de fazer uma gestão inteligente da recta final da época desportiva, por forma a gerir o desgaste físico e o quadro disciplinar dos jogadores.

Envolvidos em duas frentes, os rubros e negros estão obrigados a alargar o número de atletas utilizados, sobretudo na prova doméstica, na qual voltam a jogar amanhã, na cidade do Lubango, frente ao Desportivo da Huíla. O programa de recuperação deve estar adequado à exigência de realização de jogos em intervalos de três dias, quando em vários períodos o treino serve apenas para tentar fintar a fadiga e não preparar o plano estratégico do desafio a seguir.

 

Força tunisina           

No Grupo A, o Esperance de Tunis (Tunísia) lidera, com dez pontos, seguido pelo Al Ahly (Egipto), sete, Township Rollers (Botswana), três, e Kampala City (Uganda), três. O TP Mazembe (Congo Democrático) domina o D, com dez, à frente do Mouloudia (Argélia), cinco, Entente Sétif (Argélia), quatro, e Difaâ Hassani El Jadidi (Marrocos), dois, enquanto o C tem à testa o Wydad de Casablanca (Marrocos), detentor do título continental, oito, Mamelodi Sundowns, cinco, Horoya (Guiné Conacri), cinco, e AS Port de Lomé (Togo), três.

Passam para os quartos-de-final os dois primeiros classificados de cada um dos quatro grupos. O apuramento habilita as equipas a fazerem mais um encaixe financeiro, depois do embolso de 550 mil dólares pela presença nesta fase. O campeão recebe dois milhões e quinhentos mil, ao passo que o finalista derrotado leva 1.750 mil.    

Fonte: Jornal de Angola

Classificação

Pos Clube Pts
1 1º de Agosto 1º de Agosto 57
2 Petro de Luanda Petro de Luanda 57
3 Kabuscorp Palanca Kabuscorp Palanca 47
4 Interclube de Luanda Interclube de Luanda 45
5 Recreativo do Libolo Recreativo do Libolo 41
6 Académica do Lobito Académica do Lobito 41
7 Sagrada Esperança Sagrada Esperança 38
8 Desportivo da Huíla Desportivo da Huíla 37
9 Progresso de Sambizanga Progresso de Sambizanga 36
10 Sporting de Cabinda Sporting de Cabinda 35
11 FC Bravos do Maquis FC Bravos do Maquis 35
12 Recreativo da Caála Recreativo da Caála 34
13 Kuando Kubango FC Kuando Kubango FC 28
14 Domant FC Domant FC 28
15 1º de Maio de Benguela 1º de Maio de Benguela 22
16 JGM do Huambo JGM do Huambo 3
Patrocinador Oficial ZAP
© 2018 Girabola ZAP. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por

Bitmaker Software