Notícias

30 Abril 2018

1º de Agosto repete registo no terreno do Interclube

A vitória de ontem, por 1-0, no regresso ao Estádio 22 de Junho, permitiu ao 1º de Agosto ficar a dois pontos do Interclube, na tabela classificativa do Campeonato Nacional de Futebol da I Divisão, Girabola, mercê da retirada de pontos às equipas que venceram e empataram frente ao desistente JGM do Huambo.

Numa espécie de cumprimento da tradição de invencibilidade no bairro Rocha Pinto, os militares do Rio Seco, bicampeões nacionais, puxaram dos galões e fizeram vincar o estatuto de detentores do título, diante dos polícias, concorrentes que têm desfilado vivacidade competitividade no topo da classificação.
Apesar de não ter sido um jogo de “prato cheio”, a refrega de candidatos entre Interclube e 1º de Agosto foi intensa, a justificar o facto de ser a partida de destaque da 13ª jornada do campeonato disputado em ritmo de corrida, que se aproxima da conclusão da primeira volta.
A história do jogo foi pintada em dois tons, mas sempre com o acento tónico no equilíbrio. No primeiro tempo, a toada foi de ataque e contra-ataque, sem perder de vista a vigilância dos flanqueadores contrários, pelo elevado perigo que representam Tó Carneiro, Karanga e Mano Calesso, nos polícias, Isaac, Natael e Geraldo, por parte dos militares.
Bem conduzidas pela equipa de arbitragem chefiada por Pedro dos Santos, juiz que no fim da carreira tem primado por um critério largo, preferindo o diálogo pedagógico à exibição de cartões, as equipas deixaram patente o receio mútuo, visto que em jogo estavam pontos importantes para as contas do título, embora o Girabola esteja ainda no primeiro turno.

Golpe de Jacques
No início da etapa complementar, o Interclube mostrou mais vontade de alterar o curso dos acontecimentos. A equipa às ordens de Paulo Torres mostrou as garras ao conjunto “rubro e negro” orientado por Zoran Maki, que pautava o desempenho numa toada QB (quanto basta), quiçá em gestão de esforço para a estreia sábado, na fase de grupos da Liga dos Clubes Campeões Africanos, frente ao Étoile du Sahael da Tunísia.
O único golo da partida surgiu precisamente no período de maior balanceamento ofensivo dos polícias, aos 59 minutos, por intermédio de Jacques, avançado que calou os críticos, ao finalizar com sucesso, depois de uma defesa incompleta da Landu à cabeçada de Buá, assistido por Geraldo, na única vez que conseguiu superar o seu marcador. Está aberto o caminho para a quarta vitória consecutiva dos militares.
A julgar pelas incidências do desafio, o Interclube passou com reserva no teste à sua competência enquanto aspirante ao título, antes de defrontar, na próxima jornada, o Petro de Luanda, outro colosso distanciado da estabilidade competitiva. Mas ficaram os registos da boa fase do comandante do Girabola, que mostrou argumentos para desfilar entre os crónicos candidatos.      
Ainda ontem, o Kabuscorp do Palanca evitou nos descontos a derrota na deslocação ao reduto do 1º de Maio de Benguela. Dilma, aos cinco minutos, colocou os proletários em vantagem, enquanto aos 90+1, Caleiro repôs a igualdade.
No Estádio Municipal dos Coqueiros, Progresso Sambizanga e Sporting de Cabinda empataram sem golos, resultado que penaliza os donos da casa, ainda à procura da superação do desencontro com as vitórias, quando os visitantes se dão por satisfeitos pelo ponto conquistado fora dos seus domínios.
Recreativo da Caála e Domant FC não passaram da igualdade (0-0). A formação do Huambo desperdiçou a oportunidade de melhorar o posicionamento na parte baixa da classificação, também ocupada pela formação de Bula Atumba, apostada em assegurar a permanência no Girabola.
Sábado, na abertura da jornada, o Sagrada Esperança perdeu em casa, por 1-2, diante do Recreativo do Libolo. Os diamantíferos voltaram a exibir falta de regularidade na prova.

 

Fonte: Jornal de Angola

Classificação

Pos Clube Pts
1 1º de Agosto 1º de Agosto 57
2 Petro de Luanda Petro de Luanda 57
3 Kabuscorp Palanca Kabuscorp Palanca 47
4 Interclube de Luanda Interclube de Luanda 45
5 Recreativo do Libolo Recreativo do Libolo 41
6 Académica do Lobito Académica do Lobito 41
7 Sagrada Esperança Sagrada Esperança 38
8 Desportivo da Huíla Desportivo da Huíla 37
9 Progresso de Sambizanga Progresso de Sambizanga 36
10 Sporting de Cabinda Sporting de Cabinda 35
11 FC Bravos do Maquis FC Bravos do Maquis 35
12 Recreativo da Caála Recreativo da Caála 34
13 Kuando Kubango FC Kuando Kubango FC 28
14 Domant FC Domant FC 28
15 1º de Maio de Benguela 1º de Maio de Benguela 22
16 JGM do Huambo JGM do Huambo 3
Patrocinador Oficial ZAP
© 2018 Girabola ZAP. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por

Bitmaker Software