Notícias

11 Maio 2020

1º de Agosto pretende fazer regressar Geraldo do Egipto

À espera da posição oficial da Federação Angolana de Futebol (FAF), quanto ao desfecho do Girabola ZAP, face à pandemia da Covid-19, o 1º de Agosto está focado na preparação da próxima época, sem colocar de parte a possibilidade de fazer regressar Geraldo, caso o Al Ahly do Egipto abra mão, em definitivo, dos préstimos do avançado.

A renovação de contrato do técnico suíço René Weiler inviabiliza a continuidade do futebolista angolano no colosso egípcio, por alegada falta de empatia. O regresso ao Coritiba, no Brasil, é a primeira escolha do canhoto flanqueador, já abordado pelos militares do Rio Seco, que acenam com um ambicioso projecto de conquista do topo em África.
Para convencer Geraldo, 28 anos, a voltar a vestir a camisola rubra e negra, a direcção encabeçada por Carlos Hendrick da Silva conta com o lateral esquerdo Paizo, amigo do avançado, cuja cedência aos tetra-campeões do Girabola está fora das cogitações do Al Ahly. Sabe-se que o jogador passou a viver uma relação distanciada com o actual treinador do "papão" de títulos no continente.
A folha salarial torna o futebolista um activo inalcançável para muitos clubes africanos, porque em caso de empréstimo o Al Ahly opta pela partilha de custos, facto que leva o canhoto a preferir a saída em definitivo, num acordo de redução dos encargos contratuais do clube. A permanência no plantel é hipótese remota.
O desempenho na Liga dos Clubes Campeões Africanos, saldado no afastamento ainda na fase de grupos, sem somar vitória em seis jornadas disputadas, leva o 1º de Agosto a rever as estratégias e, para tal, prefere jogar na antecipação, apesar dos tempos conturbados provocados pela Covid-19. O Jornal de Angola sabe que os militares asseguraram, por duas épocas, os préstimos de um jogador com créditos firmados nos Palancas Negras, a ser anunciado quando a FAF ractificar a anulação do Girabola proposta pelos clubes.
De acordo com o no número 2, do artigo 8º, do Regulamento da prova, a alteração ou interrupção é reserva absoluta do organismo reitor da modalidade no país.
“Só pode ser determinada pela direcção da FAF, depois de prévia consulta aos clubes”, postulado reforçado no ponto 2 do art.71º, no qual é considerado vencedor do Girabola o concorrente que totalizar o maior número de pontos, “após homologação da prova”, pressuposto não reunido na presente época, dada a disparidade nos jogos disputados.

Posição oficial
A demora da resposta do elenco cessante da Federação, encabeçado por Artur de Almeida e Silva, leva o plantel às ordens do bósnio Dragan Jovic a continuar activo, agora sem o cumprimento rigoroso do programa de treino distribuído aos atletas, por forma a estimular a condição física no período de confinamento social decorrente do Estado de Emergência, que entrou hoje para o quarto período de 15 dias.
Fonte próxima à equipa militar garante que os jogadores estão prontos a retomar os treinos, caso a FAF, eventualmente pressionada por várias forças da sociedade, decida dar continuidade ao campeonato. A existência de condições de competição será anunciada pelas autoridades sanitárias, se estiver afastado o risco de propagação do novo coronavírus.

Renovação atrasada
Ary Papel e Nelson da Luz, dois jogadores influentes no plantel, continuam com o processo de renovação adiado. Os “velocistas” do RI-20 têm sobre a mesa propostas do clube, que parecem pouco sedutoras para as perspectivas imediatas de carreira dos activos.
A indefinição tem a mesma origem, pois o estrangeiro é a prioridade de momento. Resgatado há duas épocas do Sporting de Portugal, onde teve uma prestação aquém do esperado, ao ficar reduzido à equipa B, Ary equaciona abraçar um novo projecto fora de portas, com destaque para o Norte de África. Em relação a Nelson, pouco se sabe.
Diante do cenário de iminente saída dos avançados, destino semelhante apontado ao promissor Ambrosini António Cabaça “Zini”, goleador revelado no Mundial de Sub-17, no Brasil, Zito Luvumbu ascende como referência no processo ofensivo dos rubro e negros, que têm ainda por clarificar a questão do comando técnico. Carlos Hendrick e Paulo Magueijo, vice-presidente para o Futebol, vão, brevemente, falar do futuro de Jovic.

Fonte: Jornal de Angola

 

Classificação

Pos Clube Pts
1 Petro de Luanda Petro de Luanda 57
2 1º de Agosto 1º de Agosto 54
3 FC Bravos do Maquis FC Bravos do Maquis 43
4 Desportivo da Huíla Desportivo da Huíla 38
5 Sagrada Esperança Sagrada Esperança 34
6 Interclube de Luanda Interclube de Luanda 34
7 Académica do Lobito Académica do Lobito 34
8 Recreativo do Libolo Recreativo do Libolo 33
9 Williet S.C Williet S.C 31
10 Recreativo da Caála Recreativo da Caála 30
11 Kuando Kubango FC Kuando Kubango FC 23
12 Progresso de Sambizanga Progresso de Sambizanga 23
13 Sporting de Cabinda Sporting de Cabinda 22
14 Ferrovia do Huambo Ferrovia do Huambo 21
15 Santa Rita de Cássia FC Santa Rita de Cássia FC 16
16 1º de Maio de Benguela 1º de Maio de Benguela 9
Patrocinador Oficial ZAP
© 2020 Girabola ZAP. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por

Bitmaker Software