Notícias

11 Maio 2018

1º de Agosto prepara jogo contra Mbabane Swallows

A discrição do Mbabane Swallows, no historial de provas africanas de clubes, esconde a força da bicada das andorinhas, que estão apostadas em surpreender os adversários teoricamente mais fortes, no Grupo D da Liga dos Clubes Campeões de futebol.

O empate (1-1), na deslocação ao reduto do Zesco United da Zâmbia, sábado passado, na jornada inaugural, serve de alerta para o 1º de Agosto, terça-feira na segunda ronda, cujo fecho acontece quarta-feira, quan-do o Étoile Sportive du Sahel da Tunísia receber a formação zambiana, no Estádio Olímpico de Sousse.
A equipa do Reino de  eSwatini (ex-Suazilândia), orientada por Thabo Koki Vilakati, desde Janeiro de 2016, tem um perfil competitivo virado para o futebol ofensivo, sem perder equilíbrio na defesa. A dupla vitória (2-1 e 1-0), frente ao Zanaco FC da Zâmbia, na última eliminatória de apuramento para a fase de grupos, atestam a força das andorinhas.
Na ronda anterior, o Mbabane Swallows afastou o Bantu do Lesotho, com o triunfo fo-ra, por 4-2, e derrota em casa, por 1-3. Felix Badenhorst, médio ofensivo, tem sido o grande trunfo da equipa, ao apontar três dos oito golos, num registo ofensivo que tem ainda a contribuição destacada de Wonder Nhleko e Tony Tsabedze, que assinaram dois tentos cada um.
Fazer do Estádio Mavuso, em Manzini, um reduto in-transponível é o objectivo do representante de eSwatini, que espera mostrar em campo competência para discutir, com os restantes integrantes da série, os dois primeiros lu-gares de acesso aos quartos-de-final da prova continental. A presença na fase de grupos já permitiu o encaixe de mais de meio milhão de dólares.
Fundado em 1948, o sucessor do Royal Leopards, campeão da Primeira Liga MTN da época 2015-16, promete dificultar a tarefa aos adversários, a começar pelo 1º de Agosto, depois da disputa renhida travada em Lusaka. Mangaliso Simanga Shongwe evitou, aos 80 minutos, a derrota na estreia.

Domínio interno
A uma jornada do fim do seu campeonato, o Mbabane comanda invicto a tabela classificativa, com 59 pontos, mais quatro que o Young Buffaloes. Em 25 jogos disputados, venceu 17, empatou oito, marcou 47 e sofreu 14 golos, números que garantem a revalidação do título.
O técnico Thabo Vilakali utiliza preferencialmente o sistema 4-2-3-1. Sandile Ginindza (número 30), Sanele Mkhweli (20), Mandla Palma (6), Stanley Umakoro (18), Sifiso Mabila (12), Njabulo Ndlovu (15), Bawele Sik-hondze (11), Felix Badenhorst (7), Tony Tsabedze (17), Wonder Nhleko (10) e Daniel Atakorah (9) formam o “onze” base.
Os jogadores com mais tempo de jogo somam 270 minutos. Ginindza, Palma, Umakoro, Mabila, Badenhorst e Nhleko estão entre as apostas seguras da equipa técnica, que lança do banco de suplentes Simanga Shongwe, Lungelo Nyumalo e Siphamandla Matsenjwa. 
Dos 31 jogadores que compõem o plantel, 12 representam a selecção de eSwatini e seis (19,4 por cento) são estrangeiros. A média de idade é de 27,4 anos. 
Por força das obras em curso no Estádio Nacional Somohlolo, com capacidade para albergar 20 mil espectadores, a serem concluídas em três meses, o Swallows é obrigado a receber o 1º de Agosto no Mavuso. Assim, as andorinhas regressam ao recinto apenas a 17 de Julho, quando recepcionarem o Zesco United, seguindo-se a 18 de Agosto o desafio diante do Étoile Sportive du Sahel.
Os militares do Rio Seco são aguardados segunda-feira em Mbabane. De acordo com o programa de preparação e viagem, a equipa “rubra e negra” vai realizar um curto estágio na cidade sul-africana de Joanesburgo, com o trabalho a incidir na melhoria da finalização, a principal pecha da equipa diante do Étoile du Sahel, num desafio marcado pelo desperdício de situações de golos cantados e a falta de público nas bancadas do Estádio Nacional 11 de Novembro, imagem de marca do moderno recinto desportivo.

 

Fonte: Jornal de Angola

Classificação

Pos Clube Pts
1 1º de Agosto 1º de Agosto 57
2 Petro de Luanda Petro de Luanda 57
3 Kabuscorp Palanca Kabuscorp Palanca 47
4 Interclube de Luanda Interclube de Luanda 45
5 Recreativo do Libolo Recreativo do Libolo 41
6 Académica do Lobito Académica do Lobito 41
7 Sagrada Esperança Sagrada Esperança 38
8 Desportivo da Huíla Desportivo da Huíla 37
9 Progresso de Sambizanga Progresso de Sambizanga 36
10 Sporting de Cabinda Sporting de Cabinda 35
11 FC Bravos do Maquis FC Bravos do Maquis 35
12 Recreativo da Caála Recreativo da Caála 34
13 Kuando Kubango FC Kuando Kubango FC 28
14 Domant FC Domant FC 28
15 1º de Maio de Benguela 1º de Maio de Benguela 22
16 JGM do Huambo JGM do Huambo 3
Patrocinador Oficial ZAP
© 2018 Girabola ZAP. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por

Bitmaker Software