Notícias

28 Fevereiro 2019

1º de Agosto averba empate num seminário de falhanços

Numa cópia perfeita do jogo do Rocha Pinto, o 1º de Agosto consentiu ontem frente ao Interclube, no Estádio Nacional 11 de Novembro, um empate (0-0), no desafio de destaque da abertura da 2ª volta do Girabola ZAP.

O festival de falhanços, protagonizado pelos militares do Rio Seco às ordens do bósnio Dragan Jovic, deixou claro que o ataque, formado por Ary Papel, Mongo e Anderson Aquino, refrescado depois por Buá e Mabululu, procurou visar a baliza dos “polícias”, à guarda de Landu, com pólvora seca. Ainda sem contar com os préstimos dos reforços Dago Tshibamba (Motema Pembe) e Emmanuel Ndagatamu Kila (Vita Clube de Kinshasa), chegados ontem ao país, provenientes do Congo Democrático, os tricampeões nacionais evidenciaram os mesmos problemas, resumidos na falta de perspicácia para finalizar as oportunidades criadas. 
A mudança do habitual 1X4X2X3X1 para o mais elástico 1X4X4X2 deu largura ao jogo do 1º de Agosto, que em apenas um quarto de hora deixou o último reduto dos "polícias" em apuros. A falta de engodo dos avançados pela baliza permitiu que o resultado seguisse virgem ao intervalo. 
Além do desacerto da linha ofensiva dos rubro e negros, que tiveram Ary como o principal prelector do seminário de situações de golo desperdiçadas, a equipa de arbitragem cometeu erros de ajuizamento em claro prejuízo do 1º de Agosto, com realce para foras de jogo inexistentes. 
A segunda parte trouxe mais do mesmo, situação que foi ao encontro dos interesses do Interclube, orientado pelo português Bruno Ribeiro, que muito cedo deixou clara a pretensão de jogar para o ponto, com o mínimo risco possível. A segurança de Landu agudizou a angústia dos “militares” apressados na procura de caminhos para chegar ao golo. O empate deixa a equipa de Jovic à mercê do Petro de Luanda, que, em caso de vitória no jogo frente ao Recreativo do Libolo, cria um quadro de partilha da liderança. O Interclube procura melhorar a prestação no Girabola, uma vez que a décima posição, agora com 18 pontos, quando no final da primeira volta da época passada ocupava o terceiro lugar, com 27, está aquém da condição de candidato à conquista do título.

Progresso explora fraquezas do Saurimo FC

Dono da maior subida na tabela classificativa, na comparação entre a primeira volta do ano passado e a da época em curso, ao saltar da 15ª para a quinta posição, o Progresso Sambizanga foi à Lunda-Sul desfeitear, por 3-1, um indefeso Saurimo FC.
Com autoridade, a equipa sambila orientada por Hélder Teixeira impôs a sua vontade a um adversário com créditos firmados na zona de despromoção. Os visitantes tiveram sempre os donos da casa sob controlo. 
A vitória permite ao Progresso Sambizanga reforçar o quinto lugar, agora com 25 pontos, enquanto o Saurimo FC prolonga a estadia na penúltima posição, com escassos 13 pontos, safra que leva a perspectivar quão difícil será a empreitada dos lundas para garantir a permanência no Girabola.
No Huambo, o Recreativo da Caála venceu (1-0) o Santa Rita de Cássia, numa partida em que a chuva foi o principal opositor das duas equipas. O árbitro Yuri de Melo viu-se obrigado a interromper o jogo, por excesso de água no relvado, ao ponto de desaparecerem as marcações do campo. Na disputa entre equipas preocupadas em abandonar a parte baixa da classificação, Sporting de Cabinda e Académica do Lobito não conseguiram melhor que o empate (1-1). O desfecho mantém leões e “estudantes” abraçados no 12º e 13º lugares, com 16 pontos. 
Adiado ficou o jogo Petro de Luanda - Recreativo do Libolo, por força da presença dos tricolores na Taça da Confederação, onde no domingo defronta o Zamalek do Egipto, para a quarta jornada do Grupo D.

Fonte: Jornal de Angola

Classificação

Pos Clube Pts
1 1º de Agosto 1º de Agosto 67
2 Petro de Luanda Petro de Luanda 63
3 Desportivo da Huíla Desportivo da Huíla 50
4 Kabuscorp Palanca Kabuscorp Palanca 49
5 Sagrada Esperança Sagrada Esperança 41
6 Interclube de Luanda Interclube de Luanda 41
7 Recreativo do Libolo Recreativo do Libolo 39
8 Progresso de Sambizanga Progresso de Sambizanga 37
9 Recreativo da Caála Recreativo da Caála 36
10 FC Bravos do Maquis FC Bravos do Maquis 36
11 Sporting de Cabinda Sporting de Cabinda 30
12 Santa Rita de Cássia FC Santa Rita de Cássia FC 29
13 Académica do Lobito Académica do Lobito 28
14 ASA ASA 26
15 Kuando Kubango FC Kuando Kubango FC 23
16 Saurimo FC Saurimo FC 21
Patrocinador Oficial ZAP
© 2019 Girabola ZAP. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por

Bitmaker Software